Projeto Axé Brasil

Axé è ArtEducação

A Arte como política de cuidado e produção de vida

Como profissionais do cuidado, desde o início da pandemia temos planejado e implementado ações de atendimento e acompanhamento que visam assegurar a proteção integral a crianças, adolescentes e suas famílias em situação de rua. Criamos uma rede de proteção consistente, oferecendo orientações seguras sobre modos de cuidado e prevenção da COVID-19.

Nós escutamos e acolhemos o sofrimento desses sujeitos e trabalhamos garantir o acesso a políticas públicas. Nós criamos estratégias de preservação e respeito à vida em resposta à crise sanitária pela qual estamos atravessando, na qual as desigualdades sociais, a miséria e pobreza se exacerbam e definem as condições reais de sobrevivência.

A arte produz resistência ao passo que fortalece e cria pertencimento através de vias simbólicas. Para pensar estratégias de cuidado é preciso assumir a força e a potência dos laços comunitários na produção de cidadania. Nesse sentido, nos manter enquanto uma grande Comunidade tem sido a base para sustentar o desafio de continuar fazendo Arteducação, através da Música, Artes Visuais, Dança e Capoeira.

Desde o mês de abril de 2020 temos realizado semanalmente o atendimento remoto aos educandos e suas famílias através de ligações telefônicas e redes sociais. Além disso, também são feitos atendimentos presenciais nos momentos de entrega de material de proteção (máscaras, etc.), doações de alimentos e kits de higiene e limpeza. Também atuamos nas ruas atendendo a população em situação de rua.

Uma das ações centrais tem sido a produção de máscaras protetivas que são em seguida distribuídas para os educandos(as) e suas famílias. Todo o processo de produção ocorre na Unidade de Arteducação do Pelourinho, no Centro Histórico de Salvador, e os educandos da Oficina de Artes Visuais não só acompanham, como participam ativamente do processo da produção, criando estampas originais para as máscaras. Até o mês de setembro de 2020 já foram produzidas e distribuídas 988 máscaras protetivas, além de 399 kits Arteducativos (cadernos, lápis, borracha, lápis de cor e apontador) para subsidiar os trabalhos artísticos.

Todo esse processo educativo consolida e reforça a construção de uma ética de cuidado individual e comunitário. Em todos os momentos, seja nos atendimentos remotos seja nos encontros presenciais para doações de alimentos, máscaras, kits educativos e kits de higiene e limpeza, os educandos e suas famílias são convidados a refletirem sobre o uso adequado das máscaras; técnicas de higienização pessoal; segurança nutricional, além de receberem orientações sobre cuidados à saúde, no acesso ao sistema público de saúde (SUS) e outras instituições e serviços públicos que oferecem benefícios sociais (auxílios financeiros e outros destinados a populações de baixa renda).

Por meio dos percursos artísticos temos conseguido criar uma rede de solidariedade, engajamento, respeito e compromisso com a vida. A arte faz a ponte entre os corações. É a arte a via pela qual criamos e fortalecemos a cidadania. O mundo formado e transformado pela arte desconstrói as misérias educacionais, estéticas, econômicas e éticas. Neste momento de vazios simbólicos: que seja a arte o oásis mais puro de produção de vida.