Projeto Axé Brasil

Axé è ArtEducação

Projeto Axé é selecionado para a Programa Itaú Social UNICEF 2021

O Projeto Axé está entre as 40 Organizações da Sociedade Civil (OSCs) selecionadas para o Programa Itaú Social UNICEF no Brasil. Desde a adesão ao programa, que contou com 1.529 OSCs, até a fase final da seleção das instituições que receberão assessoria técnica e fomento financeiro para implementarem seus Planos de Intervenção foram 11 meses. 

Durante 18 meses o Programa oferece formação e implementação dos Planos de Intervenção no território, a formação consiste em assessoria técnica às 40 OSCs selecionadas. A avaliação e seleção das Organizações foi efetuada de acordo com a distribuição de vagas por região, com base em critérios de vulnerabilidades socioeconômicas e educacionais, as organizações são, em sua maioria, das regiões Norte (12 OSCs), Nordeste (12 OSCs) e Centro-Oeste (8 OSCS). Também foram selecionadas OSCs das regiões Sul (4) e Sudeste (4).

O Projeto Axé participa do Programa com a ação denominada de “Espaço Z”, que usa como referência simbólica a última letra do alfabeto para a reflexão da finalização de um ciclo para se iniciar outro. A proposta é capacitar e apoiar os jovens nesse processo de inserção ao mercado de trabalho, refletindo primeiro suas metas e estratégias profissionais, seja no meio artístico ou em outro segmento até a articulação de instituições parceiras do território, em busca de encaminhamento para uma imersão socioprofissional, inclusão em programa de experimentação/vivência em áreas arteducativas realizadas nas Unidades do Projeto Axé – ModAxé, EstampAxé, Dança, Música, Capoeira e Artes Visuais – guiadas por arteducadores(as), participação em rodas de conversa com profissionais de diversas áreas de trabalho e/ou movimentos sociais – negros, mulheres, LBTQIA+, etc-  e arteducadores do Projeto Axé e visitas em espaços possíveis de empregabilidade, além da participação em oficinas de preparação para entrevistas, construção de currículos, dentro outros.

 

O intuito com a proposta é contribuir para a igualdade de oportunidades direcionada à população jovem negra no mercado de trabalho, destacando a extrema importância de romper ciclos geracionais históricos de opressão e negação de direitos e oportunidades. Assim, buscamos a representatividade a partir da mobilização de diversas experiências profissionais de modo a oferecer estímulos e incentivos à qualificação profissional que faça frente aos processos de desigualdade e exclusão.

O Prêmio Itaú-UNICEF foi criado em 1995, em um momento novo para os direitos sociais, com a promulgação da Constituição Federal Brasileira, em 1988, e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em 1990, e deu visibilidade a muitas das iniciativas criadas desde então. Temos muito orgulho de fazer parte deste Programa e certamente as ações ajudarão o Axé a acolher cada vez mais nossas crianças, adolescentes e jovens. 

Texto Daiane Oliveira, estagiária da Coordenação de Arteducação, com contribuição de Elaine Lubarino,  Gerente de Ações de Fortalecimento à Família, Juventude e Comunidade do Projeto Axé, e Lucas Vezedek, técnico em atividades educacionais da Coordenação de Arteducação.