Projeto Axé Brasil

Axé è ArtEducação

Plantando Axé: uma Proposta Pedagógica

Nos Terreiros (lugares de culto, templos ou Igrejas) do Candomblé – onde as divindades renascem na vida e no espírito dos homens de cultura africana da Bahia – existe uma base material e sacra , constituída de elementos minerais , vegetais e animais plantados, como se fossem sementes no pavimento dos barracos , no momento em que são construídos.

Por isso se fala de “Plantar o Axé” que significa plantar a força sacra nas próprias bases do templo.

O Axé,  é a energia que permite que as coisas venham a existir dentro de todas as formas de vida , se manifesta durante os rituais e cresce através da participação .

Quando novos membros são iniciados ocorre uma nova troca de Axé e aumenta o potencial energético de toda a comunidade.

Não é por acaso que esse é o nome desse Projeto que trabalha em Salvador com crianças, adolescentes e jovens que vivem em situação de extrema pobreza nas estradas da cidade.

O Projeto Axé não é o fim em si mesmo e não pretende ser a solução. É um meio. Tem a força de um “ritual de passagem” , revivido em meio as contradições sociais desse final de século.

(em Bianchi Annamaria, O Axé da Bahia, Salvador 1993)